logo

Saiba mais sobre Toxina Botulínica

A toxina botulínica, comercialmente utilizada, é feita a partir de uma neurotoxina produzida pela bactéria Clostridium botulinum. Ela é conhecida como “o mais venenoso dos venenos”. Em altas concentrações, a TB pode causar o Botulismo – doença rara e fatal se não tratada. Mas com o conhecimento acerca de seu funcionamento, e após anos de pesquisas e inúmeros trabalhos publicados, tornou-se uma ferramenta de sucesso no tratamento de uma variedade de patologias e um grande aliado na prevenção e tratamento das marcas de expressão.

O funcionamento da TB ocorre na junção neuro-muscular, onde ela bloqueia a ação da acetilcolina, neurotransmissor responsável pela contratação muscular, resultando no relaxamento do músculo tratado. Como não há interferência na produção da acetilcolina, esse processo é reversível após alguns meses.

O uso estético da TB teve início entre as décadas de 80 e 90, após um estudo de seu uso no estrabismo e outras distonias pela oftalmologista canadense Jean Carruthers, que verificou a melhora das rugas glabelares nos pacientes do estudo. Desde então, ela e seu marido dermatologista Alastair Carruthers iniciaram a utilização da TB no tratamento das rugas facias. Atualmente, o uso foi estendido a outras áreas, como peribucal, pescoço, nariz e também na hiperidrose (sudorese excessiva) nas mãos e pés. E as principais indicações são: rugas da testa, rugas periorbiculares (pés de galinha), rugas glabelares ( entre os olhos). O efeito do tratamento dura, geralmente, de 3 a 6 meses, após esse período um novo tratamento já pode ser realizado.

A TB é, em geral, um método de tratamento seguro e eficaz. No entanto, alguns efeitos colaterais podem ocorrer, sendo os mais frequentes: hematoma ou inchaço no local da injeção, com uma leve sensação de náusea e olhos secos. As contraindicações são: gravidez, amamentação, doenças neuromusculares, distúrbios da coagulação sanguínea e alergia a componentes o produto.

A aplicação da TB é muito segura quando realizada por um médico especializado no seu uso, pois antes de qualquer tratamento é necessário que seja feito o diagnóstico correto do problema a ser tratado e a indicação mais adequada para cada caso.

  • Fontes: Murad Alam, Hayes B. Gkadstone e Rebecca C. Tung : Toxina Botulínica para uso estético in Dermatologia Cosmética, 201; Hesxel, D. in Uso Cosmético da Toxina Botulínica, 2002.
  • Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>